AS 8 ILHAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO

Você está no lugar certo, confira alguns dos melhores conteúdos abaixo.

As ilhas são denominadas como pontos edênicos, com praias paradisíacas e lugares para relaxar. Só que várias delas podem oferecer riscos e assustar até mesmo seus habitantes e turistas. Animais apavorantes, restos de peças  químicas e nucleares e situações climáticas absurdas estão na lista de perigos das ilhas mais maléficas do planeta segundo o jornal inglês The Telegraph.



ILHA DA QUEIMADA GRANDE, BRASIL

Chamada também como Ilha das Cobras, A Ilha da Queimada Grande fica a 35km de Itanhaém, na costa de São Paulo e sem dúvida é uma das ilhas mais apavorantes do nosso planeta. Avalia-se que há pelo menos uma população de 5 serpentes por metro quadrado na ilha de um tipo conhecido como serpente-ilhoa que se trata de uma das mais perversas de todo o mundo. Somente cientistas estão habilitados para interpelar na ilha,

MIYAKE-JIMA, JAPÃO

Se trata de uma das 6 ilhas eruptivas que compõem o arquipélago de Izu, próximo á costa de Tóquio. É uma ilha popular por causa do Monte Oyama, um dentre os vulcões mais ativos do mundo. Em sua última erupção no anod e 2005, Oyama libera frequentemente um tipo de gás venenoso, que sujeita os habitantes locais á ter uma máscara para sua proteção quando tocada uma sirene de alerta para quando o risco tóxico seja muito alto.

SABA, ANTILHAS HOLANDESAS

Uma sucinta ilha das Antilhas Holandesas, coberta por montanhas e casas para sua população de 1,2 mil habitantes. Por cerca de seus últimos 150 anos, a ilha foi afetada por diversos furacões e pelo menos 15 tempestades nível 3 e 7 de nível 5 (mais severas que todas as outras) e com ventos á mais de 250km/h.

ATOL DE BIKINI, ILHAS MARSHALL

Símbolo do ápice de experiências nucleares, o Atol de Bikini é composto de 36 ilhotas rodeando uma lagoa. O lugar era utilizado para experimentar armas por várias vezes desde 1946 á 1958. Mesmo tendo sido evidenciado que a área está livre de substâncias tóxicas no ano de 1997, seus habitantes não quiseram voltar em definitivo. É vigorosamente desaconselhado ingerir qualquer produto desta área. Como não há atividade pesqueira, muitos mergulhadores são atraídos devido á abundância da vida submarina.

ILHA DE GRUINARD, ESCÓCIA

É uma reduzida proporção de terra óvea do norte da Escócia. Essa ilha foi utilizada pelo governo britânico para experiências com armas biológicas na Segunda Guerra Mundial. Os testes eram feitos na ilha abandonada com um vírus chamado antraz, que infectou e matou ovelhas e obrigou Gruinard á ficar sob quarentena. Nos anos 80 a ilha foi descontaminada com toneladas de substâncias químicas.



ILHAS FARALLON, ESTADOS UNIDOS

Entre os anos de 1946 e 1970, a costa das Ilhas Farallon, foi utilizada como aramazém de lixo radioativo. Localizada á 40 km de São Francisco, é estimado que na costa tenha se desfeito mais de 48 mil barris. Porém, o risco que o local apresenta não foi esclarecido claramente. A área é povoada por elefantes marinhos que aproximam vários tubarões brancos. Por isso é necessário pensar bem antes de mergulhar nas suas águas.

ILHA RAMREE, MYANMAR

Localizada na costa do Myanmar, essa ilha é popular por um caso que ocorreu na Segunda Guerra Mundial. Em 1945, depois de m combate entre soldados japoneses e britânicos, soldados nipônicos teriam sido pressionados a se proteger em pântanos e mais de 400 homens foram devorados por crocodilos. Esse incidente foi para o livro dos recordes como ‘’o maior dos desastres causados por animais em homens’’.

DANGER ISLAND, SEYCHELLES

Conhecida como Ilha do Perigo, Danger Island localiza-se á 800km ao Sul das Maldivas e possui esse nome devida á falta de uma ancoragem segura. Seus exploradores que tentaram chegar ao seu alicerce de coral com 400m de largura e 2km de comprimento, se arriscaram e sofreram para alcançá-lo. Mesmo atualmente, com GPS precauções adequadas, o lugar segue como desafio para velejadores.

Autor

  • Fábio Soares

    Meu nome é Fábio Soares e sou apaixonado por compartilhar conhecimento e ideias. Com uma experiência de 12 em escrita, dedico-me a trazer conteúdos relevantes e informativos. Além de ser escritor para este blog, sou jornalista formado sempre em busca de novas perspectivas e aprendizados.